Privacidade e Cookies
We use cookies to provide you with an innovative and exciting website. Please allow the use of cookies by clicking the "Accept" button or simply continue browsing.
Aceitar cookies Recusar cookies

Empresarial

 

• Edifício emblemático no centro de Londres abriu portas há exatamente 15 anos, a 25 de janeiro de 2003

• Anteriormente um edifício de manutenção de veículos coberto de graffiti, agora é um estúdio de design de classe mundial

• Personalidade do edifício devoluto serviu de inspiração para os Nissan Qashqai e Juke, crossovers populares criados na Nissan Design Europe (NDE)

• Para celebrar o aniversário decisivo, Mamoru Aoki, Vice-Presidente, NDE, revela a sua lista dos 15 veículos mais significativos da NDE desde 2003

 

 

A Nissan Design Europe, o centro criativo da marca e ponto de partida para alguns dos mais populares e inovadores modelos de automóveis da atualidade, celebra hoje 15 anos na sua localização atual.

 

O estúdio abriu oficialmente as suas portas a 25 de janeiro de 2003 na área de Paddington, em Londres. O edifício que lhe serve de base foi submetido a um exaustivo programa de reabilitação que transformou um armazém de manutenção de veículos coberto de graffiti e desocupado – oficialmente denominado Rotunda – num espaço de design urbano extremamente moderno.

 

Internamente conhecido como NDE, é há uma década e meia o centro do sucesso da Nissan na Europa, com uma forte quota-parte no surgimento dos Crossovers. O conceito original do Nissan Qashqai (2003) teve origem precisamente nas pranchas de desenho da NDE, à semelhança de todas as versões de produção que se seguiram.

 

A NDE foi também a força impulsionadora do "irmão mais novo" do Qashqai, o Nissan Juke. Em conjunto, Juke e Qashqai, foram os pioneiros na procura dos crossovers e transformaram o panorama automóvel europeu, com todas as outras marcas a seguirem os passos da Nissan.

 

Em 2014 a NDE recebeu também o estúdio de design europeu da Infiniti, a marca premium da Nissan.

 

Mamoru Aoki, Vice-Presidente, Nissan Design Europe, comentou: «A NDE deu um contributo extraordinário para a atual gama global de produtos da Nissan, principalmente com o Qashqai e o Juke, que proporcionaram novos níveis de escolha, versatilidade e inovação aos consumidores».

 

Para celebrar os 15 anos passados na sua atual casa em Londres, Mamoru criou uma lista pessoal dos seus 15 designs preferidos concebidos na NDE nestes 15 anos (ver abaixo). Esta lista inclui também as suas reflexões sobre o motivo que justificou a presença de cada modelo – uma combinação de protótipos e veículos de produção da Nissan e da Infiniti – na lista.

 

Mamoru acrescentou: «A Nissan Design Europe chegou ao Rotunda em 2003, quando o nosso ethos de design era "arrojado e meticuloso". Desde então, todos os protótipos e veículos de produção criados nesse edifício apresentam claramente essas duas características».

 

A abordagem inovadora da Nissan em termos de design automóvel continua com o seu mais recente modelo, o novo Nissan LEAF, que estará disponível para venda no próximo mês. Este é o ícone da visão de Mobilidade Inteligente da Nissan para um futuro mais entusiasmante, mais confiante e mais ligado.

 

«Comemoramos o nosso 15º aniversário este mês, mas isto é apenas o início. Atualmente, na NDE, temos uma equipa cheia de talento que trabalha arduamente para dar continuidade à história de sucesso da Nissan na Europa por outros 15 anos, e muitos mais!», concluiu Mamoru.

 

A história da Nissan Design Europe…

e como os graffiti de Londres ajudaram a criar o segmento crossover

 

A Nissan Design Europe (NDE) abriu pela primeira vez as suas portas em 1990 em Cranfield, no Bedfordshire, Reino Unido. Nessa altura, tal como agora, Cranfield era a sede do Centro Técnico da Nissan Europa (NTCE).

 

Inicialmente, o trabalho de design realizado pela NDE tinha como objetivo apoiar a produção na fábrica de Sunderland (NMUK).

 

Mas em 1992, a NDE expandiu as suas competências, passando a trabalhar na criação de novos modelos. Por isso, mudou-se para Wolfratshausen, uma cidade alemã a sul de Munique, o que lhe permitiu atrair designers talentosos de vários países europeus, nomeadamente da Alemanha e de Itália.

 

Em 2000 a Nissan decide mudar a NDE de novo, desta feita para Londres, na época um dos principais centros criativos do mundo. Uma vez que a cidade acolhia uma população internacional consolidada e diversificada, era o ambiente perfeito para a equipa de design multicultural da Nissan.

 

A gestão sénior acreditava que a mudança para Londres iria inspirar a enorme transformação criativa que era necessária para a Nissan ter sucesso na Europa. Iria também permitir a consolidação das relações da NDE com o NTCE e a NMUK.

 

Shiro Nakamura, na época Vice-Presidente e Diretor de Design da Nissan Motor Company, queria encontrar um "edifício emblemático" em Londres. Essa missão foi confiada a uma sociedade imobiliária local e a procura estendeu-se da zona portuária em rápida evolução, a leste da cidade, até à área envolvente do aeroporto de Heathrow, a oeste de Londres.

 

A lista restrita de edifícios a visitar incluía um chamado “Rotunda”, um edifício invulgar em betão, de formato oval e situado em Paddington, uma área a norte do famoso Hyde Park de Londres.

 

O Rotunda foi concebido em meados dos anos 60 pelo arquiteto Paul Hamilton, para os caminhos-de-ferro britânicos, destinando-se à manutenção de veículos, mas tinha sido abandonado durante os anos 80 e entrado em decadência.

 

Dave Godsell, agora Gestor de Projetos de Design, fazia parte da equipa que visitou o Rotunda pela primeira vez: «Estava uma verdadeira confusão e cheio de água, mas era um edifício fantástico. Enviámos fotografias para o Japão e Carlos Ghosn [na época Presidente e CEO da Nissan Motor Company] veio fazer uma visita. Ficámos entusiasmados quando ele aprovou a proposta, porque era necessário ter visão para ver o potencial do edifico. Foi uma decisão verdadeiramente corajosa, mas que penso ter valido a pena».

 

E era precisamente de “visão” que a Nissan necessitava na altura, o Rotunda estava coberto de graffiti e o seu estado oficial como "edifício classificado" significava que não poderia ser limpo. Também não era fácil lá chegar; localizado quase todo sob uma secção elevada da A40, uma estrada crucial para chegar à cidade vindo da zona oeste, o Rotunda estava situado a poucos metros do Grand Union Canal. Qualquer pessoa que trabalhasse ou fizesse uma visita ao edifício apenas conseguiria lá chegar percorrendo os caminhos ao longo do curso de água.

 

Mas tinha um enorme potencial. O espaço aberto era sinónimo de um interior espaçoso que poderia ser transformado num estúdio de design urbano feito à medida, e os trabalhos começaram em 2002 com um projeto para três pisos de oficinas, escritórios e instalações criativas.

 

O interior foi baseado no conceito japonês de "wa" – que significa harmonia – e refletia uma fusão das influências de design e das culturas japonesa e europeia. Quanto aos graffiti, foram simplesmente tapados com revestimento de paredes, que permanece até aos dias de hoje.

 

A nova NDE abriu, assim, oficialmente as suas portas a 25 de janeiro de 2003 como o mais recente de quatro estúdios de design da Nissan a nível mundial. Os outros são o Centro de Design Global em Atsugi, no Japão, e os estúdios de San Diego, nos EUA, e Pequim, na China.

 

A cerimónia de abertura em Londres contou com a participação de Carlos Ghosn e Shiro Nakamura. No evento, Carlos Ghosn comentou: «O design é fundamental na Nissan. [A abertura da Nissan Design Europe] é uma demonstração da importância que atribuímos ao design, à medida que continuamos a criar e lançar automóveis apelativos e entusiasmantes, concebidos a pensar especialmente nos clientes europeus».

 

Em 2003, o Rotunda passou a acolher cerca de 50 designers automóveis, modeladores e equipas de apoio. Em colaboração com os designers dos outros estúdios globais da Nissan, a sua função – nessa altura como agora – era conceber e projetar a próxima geração de modelos entusiasmantes para clientes europeus. Isso incluía trabalhar em colaboração com as equipas de engenharia do NTCE e operações de produção na NMUK e NMISA, a fábrica da Nissan em Barcelona, Espanha.

 

Mat Weaver, na época Designer Sénior e agora Diretor de Design da NDE, foi uma das pessoas envolvidas no processo desde o início. Este descreveu-o como «um dos períodos mais extraordinários da minha carreira».

 

Mat comentou: «Havia um espírito pioneiro descoberto recentemente em relação a toda a empresa, e a NDE era um elemento central desse sentimento na Europa. Estávamos no auge da fase de "reviravolta" e a mentalidade de "arrojado e meticuloso" era o nosso mantra. Sabíamos que a Nissan tinha de conseguir crescer rapidamente, pelo que, para um designer, esta foi uma época emocionante».

 

Em 2003, a equipa da NDE concluiu o seu trabalho na geração seguinte do Almera, o dois volumes do segmento C da Nissan. Mas os designers tinham sido desafiados por Carlos Ghosn a demosntrar que este era o produto certo para a empresa.

 

Esse desafio marcou o início de uma aventura que mudou o panorama automóvel na Europa. Em colaboração com os colegas do NTCE e do planeamento de produto, os designers da NDE iniciaram uma viagem que, no seu final, levou à criação do Nissan Qashqai… e ao surgimento do segmento Crossover na Europa.

 

Mat acrescentou: «A história do Rotunda e o estado em que o encontrámos antes de nos mudarmos faz parte da inspiração para o conceito Qashqai. Os graffiti do edifício foram utilizados como inspiração para o tecido do interior e ajudaram-nos a comunicar o tema de "crossover urbano" do veículo».

 

E 15 anos depois a mesma inspiração e capacidade de inovar continua a entusiasmar os designers da Nissan, em Londres, mas também em todo o mundo!

 

###

Nota para os editores

Segue-se a lista de 15 veículos (por ordem cronológica) criados na NDE ao longo dos últimos 15 anos. A lista foi criada por Mamoru Aoki, Vice-Presidente, Nissan Design Europe. Cada item é acompanhado por uma citação de Mamoru sobre a importância do veículo e o porquê de fazer parte da sua lista. As imagens correspondentes estão disponíveis em https://newsroom.nissan-europe.com/pt.

 

2003 - Conceito Qashqai                       

"Antevisão dos planos da Nissan em termos de inovação e criação de um novo tipo de automóvel. Este foi o ponto de partida para o que é agora o extremamente popular segmento crossover europeu."

 

2005 - Micra c+c                                 

"O Micra mostrava-se já cheio de personalidade e era um ícone no segmento dos automóveis citadinos, mas este conceito realçou verdadeiramente a sua graciosidade."

 

2006 - Concept Terranaut                     

"Uma antevisão do exclusivo SUV Nissan Pathfinder, destinado a aventureiros, cientistas e geólogos que viajam para regiões inóspitas por todo o mundo."

 

2007 - Qashqai                                     

"O primeiro crossover do segmento C da Nissan. Até ao final de 2007 a Nissan vendeu quase 100.000 unidades na Europa. As melhorias efetuadas ao modelo em 2010 foram também extremamente bem recebidas."

 

2007 – Protótipo NV200                        

"Uma mistura inovadora de escritório móvel e automóvel utilitário num único pacote. O carro de sonho das pessoas inteligentes e ativas, baseado no furgão NV200."

 

2009 - Concept Qazana                        

"No seguimento do sucesso do Qashqai, esta era uma antevisão do plano da Nissan relativamente a um crossover mais pequeno. O conceito e o estilo eram arrojados e únicos."

 

 

2010 - Juke                                        

"O primeiro crossover da Nissan para os consumidores do segmento B. Um ícone de design da Nissan, era mais uma prova do elevado potencial do que poderia ser criado e desenvolvido na NDE."

 

2013 - Qashqai                                   

"A segunda geração do Qashqai. Este foi um grande avanço em quase todos os sentidos, mantendo a versatilidade e o desempenho em estrada – a "essência Qashqai" – do original."

 

2014 - Nissan Concept 2020                  

"Uma obra-prima do design automóvel, foi criado para evidenciar a visão de design da Nissan para o futuro, que apelidamos de Geometria Emocional."

 

2014 – Protótipo Infiniti Emerg-E           

"A derradeira expressão da Infiniti, a marca premium da Nissan, que combina desempenho inspirado e design de futuro em direção às emissões zero."

 

2015 - Concept Gripz                           

"Um estudo de um crossover do segmento B do futuro próximo, combinado com características de automóveis desportivos. Evidencia também a direção que a Nissan está a imprimir para o seu design no futuro, em conformidade com a visão do Nissan Concept 2020."

 

2015 – Protótipo Infiniti QX30                

"A visão de design do Infiniti para um novo crossover compacto premium, destinado a uma nova geração de clientes individualistas. Deu origem ao veículo de produção QX30."

 

2016 - Protótipo Blade Glider                 

"Um automóvel elétrico futurista de elevado desempenho num design de desportivo revolucionário. Um protótipo de competição, que mostrou ser extremamente popular em todas as regiões do mundo onde foi visto."

 

2016 - Concept Navara EnGuard            

"Mostra uma possível direção da personalização para a Navara, com utilização inovadora das baterias de veículos elétricos da Nissan para criar unidades de alimentação portáteis para empresas que trabalham remotamente."

 

2017 - Infiniti Q60 Project Black S

"Explora o potencial de uma nova gama de modelos de elevado desempenho da Infiniti. Uma reinterpretação radical do Q60 coupé, que faz lembrar um grupo motopropulsor híbrido de elevado desempenho e inspirado nos sistemas de recuperação de energia da Fórmula 1."

 

###

 

 

 

Para mais informações

António Pereira Joaquim         

Diretor de Comunicação          

Nissan Iberia SA – Portugal     

pereira-joaquim.antonio@nissan.pt

+351 962 062 633

www.newsroom.nissan-europe.com/pt