Privacidade e Cookies
We use cookies to provide you with an innovative and exciting website. Please allow the use of cookies by clicking the "Accept" button or simply continue browsing.
Aceitar cookies Recusar cookies

Notícias

A Plug In Adventures torna-se na primeira equipa a completar o épico desafio do Rali da Mongólia num automóvel totalmente elétrico

A Plug In Adventures torna-se na primeira equipa a completar o épico desafio do Rali da Mongólia num automóvel totalmente elétrico

 

O casal escocês Chris e Julie Ramsey, também conhecidos como Plug In Adventures, cruzou a linha de meta do Rali da Mongólia em Ulan-Ude no passado dia 9 de setembro, para se transformar nos primeiros participantes a concluir o épico desafio transcontinental num veículo totalmente elétrico: um Nissan LEAF 2016 modificado, apelidado de AT-EV (Veículo Elétrico Todo-o-terreno).

 

Chris e Julie largaram da linha de partida do rali no Circuito de Goodwood no Reino Unido no Domingo 16 de julho e percorreram 12.874 quilómetros através de 13 países, carregando por 111 vezes o seu automóvel com menos de 150 euros de custos de eletricidade para chegar à linha de meta, na Sibéria, imediatamente a norte da fronteira com a Mongólia.

 

O Nissan LEAF irá agora juntou-se assim aos veículos dos restantes participantes do Rali da Mongólia num vagão de carga para o seu regresso até à Estónia, onde Chris e Julie continuaram a conduzir até à sua cidade natal de Aberdeen, a 4.000 quilómetros de distância. No total o casal irá percorrer cerca de 16.900 quilómetros durante a viagem.

 

Chris Ramsey afirmou; "Vários detratores me tentaram dizer que um automóvel elétrico não seria capaz de viagens de longa distância. Bem, agora depois milhares de quilómetros e quase zero problemas, posso dizer-lhe que isso não é de todo verdade. Esta foi a verdadeira viagem de uma vida e estamos muito felizes por ter passado a linha de meta. Percorremos inúmeros países utilizando apenas energia da bateria e emissões zero. Estou eufórico, emocionado, um pouco exausto, mas também totalmente eletrificado!"

 

Por toda a Europa, Chris e Julie tiraram proveito da extensa rede de carregadores rápidos capazes de oferecer 80% de carga de bateria em apenas 30 minutos. No entanto, durante a passagem pela Bulgária e depois, foram confrontados por um número cada vez menor de opções de carregamento rápido buscando então uma variedade de alternativas para obter energia elétrica.

 

Incluindo bares, cafés, hotéis, albergues, uma barbearia, um posto de correios, oficinas, concessionários automóveis, um salão de exposição de tratores, uma esquadra de polícia e três quartéis de bombeiros na Rússia. Tiveram inclusive uma situação na qual um eletricista qualificado ligou o LEAF diretamente a um poste de eletricidade no meio da Sibéria.

 

Chris e Julie tiraram partido da boa vontade das pessoas em cada um dos países que percorreram, tendo apenas que pagar pela eletricidade em alguns carregamentos. Foram raras as pessoas que rejeitaram o pedido da equipa de ligar o seu automóvel e além disso recebiam frequentemente bebidas, comida e até alojamento para a noite.

 

Chris Ramsey afirmou; "Recebemos uma hospitalidade que superou tudo o que poderíamos esperar. Alterou sem sombra de dúvida a nossa perspetiva da forma como nos devemos comportar quando regressarmos a casa. Um exemplo que se destaca foi o da nossa chegada a um concessionário da Nissan na Rússia às 2 horas da madrugada. Aí estava um rapaz à nossa espera e tendo ligado o nosso automóvel de forma segura na oficina, levou-nos para a sala de exposição onde nos ofereceu chá, comida e uns confortáveis sofás para dormir".

 

O Nissan LEAF provou também ser um companheiro de confiança. Chris declarou; "Em termos de fiabilidade, este automóvel é brilhante. Tivemos um furo, uma jante de liga leve danificada, uma pala de guarda-lamas que nos caiu e alguém que nos roubou um dos nossos autocolantes. E é só!"

 

Em relação aos desafios que o casal enfrentou, Chris afirmou; "Houve alguns momentos negativos. Estivemos doentes nas fases finais da nossa viagem, o que foi difícil, mas, fora isso, correu tudo bem. Alguns dos longos tempos de carregamento nas gasolineiras no meio do nada deixavam-nos um pouco em baixo, mas depois, ao chegar a uma pequena cidade ou aldeia e aos sermos recebidos tão calorosamente pelos locais, tudo isso passava e era uma grande emoção."

 

Durante a viagem, a equipa Plug In Adventures esteve empenhada em promover os benefícios da utilização de um veículo totalmente elétrico e encontraram interesse no automóvel assim como na sua viagem em todos os países que visitaram. Chris foi inclusivamente convidado a participar numa série de debates na Exposição Internacional de Astana, dando vida ao tema de 2017 "Energia do Futuro". O LEAF AT-EV foi também exibido na exposição.

 

A equipa percorreu também algumas das estradas mais fantásticas da Europa e Ásia como a Transfăgărășan na Roménia. Uma sinuosa estrada de montanha que ofereceu uma saudável quantidade de travagem regenerativa no modo B do Nissan LEAF.

 

O percurso mais longo que o casal cumpriu com um único carregamento e com o seu veículo totalmente carregado foi de 185 quilómetros, parando para carregar com 6% de capacidade restante. Chris e Julie registaram uma média de 153 quilómetros entre carregamentos, mantendo suficiente carga de bateria assim que chegavam aos locais de carregamento caso necessitassem de descobrir uma fonte energética alternativa.

 

Julie Ramsey afirmou; "Esta foi a viagem da minha vida. Provámos comidas fora do comum, dormimos em locais estranhos e viajámos até num navio de carga. Conhecemos pessoas fantásticas e ficámos assoberbados, quer pela generosidade, quer pelo interesse demonstrado pela nossa aventura elétrica”.

 

"Diria que provavelmente esta viagem não é para qualquer um. Foi certamente desafiante por vezes. No entanto, as experiências que vivemos e as pessoas que conhecemos ao longo da viagem não têm preço. Penso que repetiríamos tudo num abrir e fechar de olhos!"

 

Países percorridos:

1. Escócia (deixando a cidade natal de Aberdeen)

2. Inglaterra (largando da linha de partida do Rali da Mongólia no Circuito de Goodwood a 16 de julho)

3. França

4. Bélgica

5. Alemanha

6. Áustria

7. Hungria

8. Roménia

9. Bulgária

10. Turquia

11. Geórgia

12. Azerbaijão

13. Cazaquistão

14. Rússia (linha de meta em Ulan-Ude a 9 de setembro)

 

Viagem de regresso proposta (finais de setembro a inícios de outubro):

15. Estónia

16. Letónia

17. Lituânia

18. Polónia

19. Alemanha

20. Países Baixos

21. Inglaterra

22. Escócia

 

Quilómetros percorridos até 9 de setembro: 12.874 quilómetros (incluindo a distância de Aberdeen até ao Circuito de Goodwood).

 

Carregamento:

  • 111 carregamentos
  • 26 foram "muito rápidos" (80% da carga em 30 minutos)
  • 15 foram "rápidos" (Mennekes Tipo 2 para um carregamento de 4-5 horas)
  • Os restantes foram realizados através de tomadas domésticas (carregamento de 12-14 horas)

Custo total da eletricidade para carregar o LEAF AT-EV: Estimado em menos de 150 euros

 

Sobre o Nissan LEAF AT-EV

O automóvel da Plug In Adventures é na realidade um Nissan LEAF Acenta de 2016, de 30 kWh, que proporciona até 250 km com um só carregamento**. As principais modificações foram realizadas para que o automóvel estivesse melhor equipado no momento em que alcançasse as partes mais remotas da viagem.

O LEAF AT-EV foi equipado com jantes Speedline SL2 Marmora para um melhor desempenho em estradas não pavimentadas. Placas soldadas à parte inferior dos braços de suspensão, tubagens de travagem em malha, palas de guarda-lamas e uma proteção do cárter de 6 mm em alumínio adicionam mais proteção contra terrenos difíceis.

Barras de tejadilho modificadas fornecem armazenamento exterior e uma barra de luz Laser Triple-R 16 LED para produzir 16.400 lúmens de iluminação frontal de baixa tensão adicional durante as partes mais remotas do percurso.

Uma vez que o Rali da Mongólia não é uma corrida cronometrada, os veículos participantes proporcionam, de forma ideal, um conforto para longa distância. As modificações no interior do LEAF AT-EV concentraram-se na redução do peso e no fornecimento de mais espaço de bagagem. A área do condutor e do passageiro dianteiro permaneceu inalterada excetuando a adição de tapetes em borracha. A fila traseira de bancos e os cintos de segurança traseiros foram totalmente removidos, contribuindo para uma redução de peso de 32 kg. Foram também integrados um extintor e um kit médico no espaço da bagageira.

As modificações no LEAF AT-EV foram realizadas pelo RML Group, uma empresa de engenharia automóvel de alto desempenho.

 

Sobre a Plug In Adventures

A Plug In Adventures foi fundada por Chris Ramsey em 2011 e nasceu de uma paixão combinada pela aventura e por veículos elétricos. Englobando um grupo de entusiastas de VE baseado na Escócia, o seu objetivo é contactar com o público de formas únicas e diferentes, promovendo tudo o que estiver relacionado com VE.

A Plug In Adventures não é estreante em colocar automóveis elétricos em viagens épicas. Em setembro de 2015, demorou apenas dois dias a terminar o percurso de 2.658 quilómetros de John O'Groats a Land's End, incluindo o regresso, num Nissan LEAF de 24 kWh, utilizando apenas pontos de carregamento de VE gratuitos e publicamente disponíveis.

Em abril de 2016, percorreram a North Coast 500 num LEAF de 30 kWh. Este desafiante circuito de 830 km pelas montanhas da Escócia é descrito como a resposta da Escócia à Route 66.

O Rali da Mongólia é o culminar desta série de aventuras de VE que Chris criou para si próprio como formação, resultando tudo nesta significativa e desafiante viagem.

Siga @Pluginadventure no Twitter ou visite www.facebook.com/pluginadventures

 

Sobre o Rali da Mongólia

O Rali da Mongólia é uma corrida de caridade de 16.000 quilómetros por montanhas, deserto e estepe da Europa e da Ásia, que ocorre todos os verões e teve início pela primeira vez em 2004. O evento é organizado pela The Adventurists (http://www.theadventurists.com), que organiza vários eventos que angariaram 5 milhões de GPB para a caridade até à data. Cada equipa do Rali da Mongólia deverá angariar um mínimo de 1.000 libras para instituições de caridade.

As regras indicam que os participantes devem conduzir um pequeno automóvel com um motor de menos de 1 litro, uma vez que tornará o evento ainda mais desafiante com uma maior probabilidade de avarias a significar que os condutores podem interagir com os habitantes locais ao longo do percurso. O percurso não é patrocinado e não tem apoio na estrada. Os participantes deverão ser capazes de solucionar os seus próprios problemas.

Em 2017, a The Adventurists apoiou a decisão de Chris de participar no rali com o LEAF AT-EV, para que este se possa tornar o primeiro veículo elétrico a tentar o percurso e a destacar o empenho da organização para com a sustentabilidade e o ambiente.

 

 

NOTAS PARA OS EDITORES:

* A Plug in Adventures (e não a Nissan Motor (GB)) participou de forma independente neste evento.

** Valor NEDC (Novo ciclo de condução europeu).


###

 

 

 

 

Para mais informações

António Pereira Joaquim         

Diretor de Comunicação          

Nissan Iberia SA – Portugal     

pereira-joaquim.antonio@nissan.pt

+351 962 062 633

www.newsroom.nissan-europe.com/pt

Sobre a Nissan na Europa

A Nissan tem uma das presenças mais abrangentes na Europa entre todos os fabricantes de raiz não europeia, empregando mais de 17.000 pessoas distribuídas pelas operações de conceção, pesquisa e desenvolvimento, produção, logística, vendas e marketing. Em 2016 as instalações fabris da Nissan em Espanha, Reino Unido e Rússia produziram mais de 660.000 veículos, desde automóveis compactos, a crossovers premiados, SUV’s, veículos comerciais e veículos elétricos; incluindo o Nissan LEAF, o veículo elétrico mais popular do mundo. Com o objetivo de alcançar Zero Emissões e Zero Fatalidades na estrada, a Nissan está a liderar o caminho com a sua visão de Mobilidade Inteligente. Concebida para orientar o desenvolvimento de produtos e tecnologias da Nissan, esta abordagem de 360 graus ao futuro da mobilidade está a guiar as decisões da companhia sobre como os automóveis se moverão, como serão conduzidos e como se integrarão na sociedade. A Nissan está posicionada para se tornar a marca asiática mais desejável na Europa.

 

Palavras-chave:
Tecnologia, Eventos, Comunicados Especiais, LEAF (2015–2017), LEAF